Home / Curiosidades (Quê?) / Surf Candango

Surf Candango

1lvs
Texto: Bárbara de Alencar

A praia mais próxima pode até ficar a quase 1.200 quilômetros da capital federal, mas isso não impede Brasília de seguir as novas tendências mundiais quando o assunto é surfe. Com o Lago Paranoá à disposição, esportes como kitesurf e windsurf sempre fizeram a cabeça dos brasilienses. Agora, é a vez do Stand Up Paddle, ou, como é mais conhecido, Stand Up Surf.

Praticado com uma prancha maior que a de longboard (pranchão) e com o auxílio de um remo,
{module LikeFB}

Na opinião do professor de educação física Carlos Eduardo Nerosky, o SUP é uma ótima alternativa para trabalhar o condicionamento físico. Durante o passeio, vários grupos musculares são exigidos, pernas, glúteos, costas, pés, braços e abdômen, combinando força, coordenação e equilíbrio. “Hoje em dia está na moda o treinamento funcional. E o equilíbrio que tem que ter em cima de uma prancha é bem similar a esse treinamento”, diz Nerosky, referindo-se a prática que visa trabalhar as valências físicas de forma equilibrada, como força, flexibilidade, resistência, coordenação, etc.

Além do trabalho físico, o professor destaca a traquilidade que o esporte traz. “Para mim é bom para fazer meditação. Sábado mesmo peguei um pôr do sol com uma paisagem maravilhosa. É ótimo para conciliar o trabalho do corpo e mente em um só exercício”, ressalta.

Quanto às origens, a novidade é mais antiga que o próprio surfe. Não se sabe ao certo onde e quando surgiu, pois o esporte tem várias raízes, tanto no Peru como no Havaí. Mas, antigamente, povos com grande integração com o oceano saíam remando em pequenas embarcações para pescar e fazer travessias entre ilhas. Entretanto, o material utilizado deixava o equipamento muito pesado, por isso, o SUP caiu no esquecimento.

Com a evolução das tecnologias, pranchas e remos se adaptaram aos novos materiais e o esporte ganhou adeptos famosos, como Laird Hamilton, Kelly Slater, Rico de Souza e Carlos Burle. Foi com Hamilton, no entanto, que o esse novo surf veio a ser reconhecido mundialmente. O atleta usa seu equipamento para fazer remadas e travessias em locais sem nada de onda, como também para pegar ondas gigantes em Maui (Havaí). Ele chegou ao Canal da Mancha usando seu Stand-Up.

Saiba mais sobre equipamentos e como pegar ondas na Galeria de Imagens.

Serviço:

Stand Up Surf – professor Beto Schmitz
Telefone: (61) 8108-6868
www.supbrasilia.com.br

(Visited 13 times, 1 visits today)

Check Also

live-surf-descoberta-atlantico

Grande Descoberta no Atlântico

videoPlayer__playButton–rectCreated with Sketch. 01:30 Andrew Cotton lança documentário com a história da descoberta de uma ...